Spa Botanique

O Spa projetado ocupa todo um andar semi enterrado do recém inaugurado Hotel Botanique. O projeto partiu de um desafio: se valer de uma estrutura pré-existente com espaços pequenos e fragmentados, iluminação deficitária e pé direito baixo em alguns trechos, características que inicialmente não eram exatamente adequadas para a ocupação de um Spa.

Para que o Spa Botanique conseguisse ser encaixado no pavimento destinado a ele um intenso processo de demolição interna foi executado, liberando uma planta livre de aproximadamente 700,00m². Parte da alvenaria de fechamento externo foi também demolida com o intuito de liberar a vista para a especial paisagem da Serra da Mantiqueira.

O Spa é dividido em duas áreas. A primeira foi desenhada para receber uma pequena loja com produtos para banhos e massagens desenvolvidos especialmente para o Spa, áreas de descanso com vista para os jardins e paisagem da serra, além de algumas salas de terapia. A segunda área do Spa, essa com pé direito mais generoso e com relação mais intensa com a paisagem da Mantiqueira, acolheu as áreas molhadas: saunas, banhos de imersão e salas de massagens com preparados de argila úmida.

Algumas paredes do Spa receberam um tratamento gráfico exclusivo tendo como referência estética a Silicogravura, artesanato elaborado com areias coloridas contidas em recipientes de vidro. A releitura arquitetônica desse trabalho artesanal típico de algumas praias do nordeste brasileiro, ativa o imaginário dos usuários do Spa, permitindo uma conexão conceitual e afetiva entre o espaço projetado e balneários praianos da costa brasileira. Uma dose de tropicalidade em contraposição à paisagem serrana de Campos do Jordão.

  • Ano: 2012
  • Localização: Campos do Jordão, SP | Brasil
  • Área: 700,00m²
  • Autores: Guile Amadeu e Rodrigo Lacerda
  • Equipe: Guile Amadeu, Rodrigo Lacerda e Daniele de Souza
  • Coordenação de Obra: Arquiteta Ana Cruz
  • Outros: Painéis de Silicogravura - Loro Verz
voltar aos projetos