RESIDÊNCIA PÁTIO ARUANA

Projetada em um único pavimento térreo, a casa possui os seus espaços voltados para um pátio central que fornece luz e ventilação natural para seu interior. Nesse pátio, além de vigoroso paisagismo com espécies tropicais e de restinga, é previsto um painel artístico de cerâmica queimada para revestir parte de um volume edificado nesse espaço. Esse painel recupera simbolicamente uma prática construtiva comum das residências coloniais e do modernismo brasileiro que fazia uso de ladrilhos cerâmicos para a proteção de fachadas contra as intempéries típicas de zonas litorâneas.

Projetada em 3 módulos interconectados, a residência Pátio Aruana possui as áreas sociais, de serviços e íntimas separadas espacialmente. O módulo de serviços é executado completamente em estrutura de concreto com cobertura em laje plana. Essa laje permite a execução de uma plataforma técnica horizontal que abriga um conjunto de duas caixas dágua. Os módulos correspondentes às áreas sociais e às áreas íntimas possuem estrutura mista composta por pórticos de concreto que ancoram coberturas estruturadas por tesouras de madeira.

A volumetria da casa é resultante principalmente do desenho da estrutura composta pelas empenas estruturais, pórticos de concreto e tesouras de madeira, num esforço de síntese construtiva em busca de um controle econômico da obra. Após o término da construção da estrutura é previsto que boa parte das partições externas e internas da residência sejam executados com painéis leves de vidro, esquadrias, biombos e brises de madeira.

  • Ano: 2005/ 2013
  • Localização: Aracaju, SE | Brasil
  • Área: 150,00m²
  • Autores: Rodrigo Lacerda, Lícia Cotrim, Guile Amadeu e Daniele de Souza
  • Coordenação de Obra: Marcella Macêdo
voltar aos projetos