Projeto

Orla do Rio Cotinguiba, Centro Histórico de Laranjeiras / SE

O Coletivo de Arquitetos foi vencedor de licitação em âmbito nacional realizada pelo IPHAN – Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional para realização de projeto de desenho urbano para a cidade histórica de Laranjeiras, estado de Sergipe

Esse projeto contempla áreas na orla do Cotinguiba, rio importante no escoamento da riqueza produzida no estado de Sergipe no segundo ciclo da cana de açúcar.

Uma equipe especializada em patrimônio histórico e desenho da paisagem foi constituída para o desenvolvimento desse trabalho que engloba pesquisas históricas, coordenação de projetos complementares de engenharia e elaboração de projetos de urbanismo, paisagismo e arquitetura.

O projeto, finalizado em novembro de 2013, contempla duas áreas situadas no Centro Histórico da cidade em margens opostas do Rio Cotinguiba, via fundamental de escoamento das riquezas produzidas em Sergipe durante o segundo ciclo da cana-de-açúcar (séculos XVIII e XIX). No auge do desenvolvimento econômico e social de Laranjeiras, na segunda metade do século XIX, e período imediatamente subsequente, a cidade passou a abrigar um conjunto de edificações na planície à beira do rio – sobrados, o mercado e alguns trapiches que serviam para armazenamento do açúcar produzido e transportado para outros estados do país e para a Europa, assim como para realização de atividades de comércio de escravos. Esse conjunto de edificações hoje conforma o arcabouço construído que delimita os espaços de intervenção do Projeto de Urbanização da Orla do Rio Cotinguiba.

A ideia era que a execução deste projeto aliada às ações de implantação do sistema de coleta e tratamento de esgoto da cidade e canalização de parte do trecho urbano do Rio Cotinguiba devolvesse ao rio o papel central que lhe cabe no conjunto arquitetônico, urbanístico e paisagístico de Laranjeiras em termos de imagem, fruição cotidiana, visitação turística e de condições de trabalho para os pescadores.

O “Projeto da Orla” tem um caráter abrangente e multidisciplinar que pode ser visualizado pelo o conjunto de atividades requisitadas pelo IPHAN, a instituição contratante, e desenvolvidas pela equipe contratada como a elaboração de pesquisa histórica e iconográfica, desenho de espaços livres de uso público, planejamento urbano e da paisagem, restauração do patrimônio histórico e coordenação de projetos de engenharia. O projeto foi realizado em 6 etapas que, a princípio, deveriam ser desenvolvidas num período de 8 meses mas que, por um acordo entre o IPHAN e a equipe contratada se estendeu  e o material final foi entregue em 14 meses.

Nas duas primeiras etapas foram realizados levantamentos topográfico e cadastral, seguidos por pesquisa histórica, bibliográfica e iconográfica, e uma série de levantamentos: da infraestrutura existente, do ambiente arquitetônico, de usos, apropriações e percepções dos espaços públicos. Na terceira e quarta etapas foram desenvolvidos o Estudo Preliminar e o Anteprojeto Urbanístico. Na quinta e sexta etapas os Anteprojetos Complementares e os Projetos Executivos de Arquitetura e Desenho Urbano.

Texto de autoria do Coletivo de Arquitetos e da arquiteta Ma. Lícia Cotrim Carneiro Leão

Esse website utiliza cookies para melhorar a experiência do usuário Leia os termos de uso